sexta-feira, 26 de julho de 2013

Dou colo mesmo! E sim, eu "estraguei" meu bebê!!



Pois é... Quando eu estava grávida eu falava aos quatro ventos que eu jamais mimaria meu filho, que ele teria de se acostumar no berço e no carrinho e que deixaria ele chorar e não ficaria bajulando para não "estragar" ele. Sempre tive para mim que essa seria a melhor forma de educar filhos pois é este o conselho que todos me davam:

- Não dê colo o tempo todo;
- Deixe chorando no berço até dormir, logo ele acostuma;
- Acostume-o a ficar sozinho no berço e no carrinho;
- Não fique bajulando muito para que ele não fique mimado;
E por aí vai...

Mas aí ele nasceu... Nos primeiros dias eu tentei mesmo fazer tudo o que me aconselharam, mas eu percebi que não é desta forma que eu quero cuidar do meu filho. Quero que ele cresça se sentindo amado e que saiba que sempre que tiver medo sua mãe estará aqui para acalentá-lo.

Comecei a entender que bebês não tem a noção de tempo e espera que nós adultos temos e que se ele chora é porque tem algum problema, pode ser fralda, fome, frio, calor e sim: pode ser também vontade de sentir-se amado e ser aninhado pela sua mamãe!

Não existe melhor lugar no mundo que o colo de sua mãe, pense! Seu bebê passou nove meses dentro da sua barriguinha, quentinho e acalentado 24 horas por dia! Como será que ele se sente de repente num mundo estranho, com sons estranhos, luzes e muito espaço por toda volta?
Pois é, é injusto querer que um bebê saia de seu útero quentinho e apertadinho e fique todo alegre num berço enorme longe do calor e do cheirinho da sua mamãe.

Tudo tem seu tempo, se o Pietro quer meu colo então é meu colo que vou dar! A casa? A casa que espere, pois a louça ficará la na pia esperando eu lavar, mas meu filho não.
Um dia ele crescerá e dispensará meu colo, dispensará meu acalento! Porque eu iria desperdiçar este momento tão lindo que temos agora deixando ele no berço chorando até dormir desconsolado pois ninguém foi acudi-lo?

Me sentiria muito egoísta fazendo meu bebê ficar sozinho no carrinho a todo custo só para não me atrapalhar, afinal quem teve o bebê fui eu então o que devo fazer é vestir a camisa e aproveitar cada segundo, pois agora ele é um bebê mas daqui alguns meses já não será um bebê tão dependente assim de mim, logo ele irá andar e irá descobrir o mundo com seus próprios pezinhos e quando este dia chegar quero poder encher meu peito e dizer que fiz o que tinha que ser feito.

Se do ponto de vista das pessoas dar amor é estragar uma criança, então SIM, estou estragando meu filho, mas tenho certeza que excesso de amor não torna as pessoas piores, mas sim a falta dele!

6 comentários:

  1. Você está certíssima. Ao contrário do que as pessoas pensam, a criança torna-se mais segura quando recebe o colo da mãe e é atendida prontamente quando bebê. Amor não estraga ninguém. Está de parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Eu ficava louca ouvindo os conselhos alheios, mas percebi que quando agente escuta nosso coração de mãe tudo fica mais fácil :)
      Beijos

      Excluir
    2. Isso mesmo amiga, eu tbm então estou estragando rs a Helena, tão gostoso sentir ela nos meus braços,fazendo carinho em seu rostinho...as coisas esperam mais ela não.....amo dar colo a minha pititika

      Excluir
    3. Somos mamães corujas né flor kkkk
      Bjuss

      Excluir